Buscar

Impactos Ambientais da Indústria Têxtil


Por: Jéssica Parrine






Você já se perguntou qual é o impacto ambiental das nossas roupas? Ou o quanto de água é necessária para a produção de uma blusa? Provavelmente não, mas é muito importante que você pense sobre essas questões, e é sobre isso que iremos tratar nesse texto, sobre os impactos da indústria têxtil e como seguir um caminho mais sustentável na moda.

A roupa é muito mais que um pedaço de tecido, é uma forma de nos expressarmos, de nos sentirmos bem, de dar uma atenção maior para nós mesmos. Contudo, a nossa forma de vida e de consumo desse material, vem acarretando um lado negativo a tudo isso. A cada nova estação do ano, novas peças entram “na moda”, a cada semana temos um lançamento de uma bolsa diferente e a cada dia vemos um(a) influenciador(a) digital postando sobre o lançamento de uma nova peça de roupa.



E qual é o problema nisso?


Estamos vivenciando o que chamamos de “Fast Fashion”, que é um modelo linear de compra, onde temos o uso e descarte muito rápido desse produto. Porém, essa produção acelerada traz um impacto ao meio ambiente, as roupas descartadas feitas de tecidos não biodegradáveis podem permanecer em aterros por até 200 anos. Além disso, 2.700 litros de água são usados para fazer uma camiseta de algodão, o que é suficiente para atender às necessidades de consumo de uma pessoa média por dois anos e meio.





Fonte da Imagem: National Geographic


Adicionando aos impactos da indústria têxtil, temos o uso excessivo de agrotóxicos no cultivo de algodão, além do uso de produtos químicos na fabricação das peças, causando danos à natureza e ao ser humano consecutivamente.



O que posso fazer para mudar esse cenário?


Considerando que nós, consumidores, temos grande impacto nas produções, se optarmos pelo consumo consciente e sustentável, a realidade da “Fast Fashion” poderá se transformar, e a moda sustentável ocupará mais espaço no nosso guarda roupa. Portanto, adquira roupas de segunda mão (como brechós), de lojas com produção local, sempre passe as roupas que não usa mais para quem precisa, opte por roupas com melhores qualidades, que vão poder passar por várias lavagens. Além disso, escolha tecidos eco-friendly e adote um estilo de vida urbano sustentável!


Referências:

TONIOLLO, Michele; ZANCAN, Natália Piva; WÜST, Caroline. Indústria Têxtil: sustentabilidade, impactos e minimização. In: VI Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, Porto Alegre/RS. 2015.



34 visualizações0 comentário
  • Sobre Nós O2 Consultoria Ambiental Júnior
  • Facebook O2 Consultoria Ambiental Júnior
  • Instagram O2 Consultoria Ambiental Júnior
  • Linkedin O2 Consultoria Ambiental Júnior